Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Seção Biopsicossocial

Apresentação

     A Seção Biopsicossocial passou a integrar o Departamento de Saúde em fevereiro de 2009. Anteriormente denominada Assessoria Biopsicossocial, subordinada ao Gabinete do Comandante Geral, foi criada em Junho de 2004, pela grande necessidade da ser oferecido um suporte psicológico ao efetivo da corporação, tendo em vista o estresse contínuo a que são expostos no desempenho da sua função. As ocorrências de vulto podem gerar repercussões psíquicas nos indivíduos, e a abordagem psicológica é fundamental para a preservação de sua saúde mental. Inicialmente, a Seção contava com profissionais integrantes da Corporação e estagiários. Em 2014, houve a contratação da equipe de profissionais terceirizados (assistentes sociais, psicólogos e psiquiatras), abrangendo as cidades de Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo e Santa Maria. A partir de abril de 2020, houve a ampliação do atendimento para as cidades de: Pelotas, Passo Fundo, Santana do Livramento, Caxias do Sul e Santo Ângelo, alcançando um maior número de Militares Estaduais.

Documentos

 Guia para Comandos - Saúde Mental (.Pdf 651,28 KBytes) 

 Guia para FSR - Saúde Mental (.Pdf 851,42 KBytes) 

Missão

  • Coordenar, planejar e supervisionar a política interna de saúde mental dos integrantes da Corporação;

  • Proporcionar investimento na qualidade de vida do policial militar e seus familiares na área de Saúde Mental;

  • Possibilitar ao policial militar que se envolver em ocorrências de vulto, um suporte emocional, buscando mecanismos de ajustamento mais adequado na sua atividade operacional;

  • Oportunizar melhores condições emocionais do policial militar no enfrentamento das situações de tensão e estresse no exercício funcional, através de Núcleos de Saúde Mental, criados gradativamente, na capital e interior do Estado.

  • Possibilitar ações precoces de forma a prevenir o agravamento das patologias mentais, evitando assim a cronicidade das doenças, bem como reduzindo os afastamentos do serviço.

Legislação

     A Seção de Assistência Biopsicossocial, que hoje integra o Departamento de Saúde, foi criada com a denominação de Assessoria Biopsicossocial, através do Decreto n° 43.447, de 11 de Novembro de 2004, publicado no D.O.E. n° 215, de 12 de Novembro de 2004 e publicado em Boletim Geral n° 227, de 01 de Dezembro de 2004.

     Tem como base a Nota de Instrução n° 5.7/EMBM/2018, a qual regula o atendimento e acompanhamento dos Policiais Militares expostos à ocorrência de vulto com objetivo de prevenir o desenvolvimento do Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT).

     Em relação aos laudos emitidos, a Portaria n°626/EMBM/2015 regula a expedição de laudos e documentos por profissionais terceirizados e a necessidade do acolhimento por Oficial do QOES para produzirem efeitos nos casos que a presente Portaria normatiza.

Público alvo

    Atendimento será prioritário ao militar da ativa, podendo ser extensivo aos familiares de 1º grau nos casos em que o militar sofreu morte ou grave lesão durante ocorrência em serviço.

As modalidades de atendimentos 

Atendimento Individual: Com a utilização da Técnica da Psicoterapia Focal (de 12 a 15 consultas), em regime ambulatorial, com o intuito de agilizar a demanda de atendimento. A consulta psicológica terá um tempo técnico de 30 a 45 minutos.

Avaliação Psicológica: Visa definir diagnóstico psicopatológico, bem como a capacidade do ME de exercer a função PM e porte de arma de fogo. Inclui a emissão de pareceres funcionais.

Atendimento Psiquiátrico: Realização de avaliações psiquiátricas e acompanhamento dos casos.

Atendimento Social: Nos casos em que houver necessidade de abordagem social, bem como nas situações de desajuste funcional.

Grupos Operativos: Esta modalidade de trabalho ocorre sempre que houver a necessidade, levantada junto aos Comandos, de intervenções em situações internas. Serão priorizados os atendimentos a guarnições envolvidas em ocorrências graves. A periodicidade e a duração das atividades serão determinadas de acordo com a situação a ser abordada. Criação de grupos de apoio à Dependência Química, entre outros.

Palestras: Serão desenvolvidas junto às Unidades, abordando temas que atendam às necessidades do efetivo. Haverá prévia combinação com os Comandos dos OPM. Serão discutidos temas previamente estabelecidos ou solicitados pelos oficiais ou praças ao técnico responsável. Temas envolvendo promoção da vida e prevenção ao suicídio.

Terapia de Casais

    O HBMPA oferece o serviço de Terapia de Casais aos militares que apresentam dificuldades no relacionamento conjugal. Agendamento pelo centro clínico do HBMPA, pelos telefones: 3288-3556 e whatsapp 986296343.

Brigada Militar