Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sobre o 3º BPM

Considerando que o 3º Batalhão de Polícia Militar da Brigada Militar foi criado em 31 de Dezembro de 1892, conforme ATO 409, do Presidente do Estado. Seus integrantes eram quase todos oriundos da 4ª Brigada da Divisão do Norte, divisão esta formada por homens vindos do norte e nordeste do Estado, arregimentados pelo Senador Pinheiro Machado, para a defesa do Rio Grande do Sul durante a Revolução Federalista. Foi determinada sua instalação através da Ordem do Dia nº 80 de 19 de Julho de 1893 do Sr Comandante Geral. Em 20 de Julho de 1893 foi organizado na Estação Umbú, em Santa Maria. Combateu as tropas de Gumercindo Saraiva por mais de dois anos, não só no RS como SC e PR, se instalando definitivamente em Porto Alegre, no ano de 1895.

Considerando que o Comandante Histórico destina-se a galardoar as Organizações Militares que se tenham distinguido por feitos de valor militar, na existência da Brigada Militar ou em episódios da História Pátria.

Considerando que aquela unidade participou constituída ativamente de vários combates no Rio Grande do Sul e fora dele, como em:

1894- 31 Mai, combate do ‘’Rio Pelotas’’, o 3º Batalhão comandado pelo Major Jerônimo de Oliveira dividiu-se em dois grupos de duas companhias, ocupou o centro da linha de ataque circundado nos flancos pelo 13º à esquerda e o 4º e 5º provisório, desenvolvidos à direita. Tirotearam com os rebeldes entrincheirados nas barrancas do rio. Nesse combate, o Cel Francisco S. Fragoso foi batido pelo Batalhão e se escapou penosamente, deixando grande quantidade de material.

1894- 27 Jun, combate de ‘’Passo Fundo‘’, comandante Ten Cel Jerônimo Fernandes de Oliveira, a batalha durou aproximadamente seis horas. A tropa republicana possuía em torno de dois mil homens em quanto que a de Gumercindo Saraiva era mais numerosa. O General Lima, comandante da Divisão Norte, a qual o 3º BI pertencia, apesar de ferido no rosto, não se retirou do campo de batalha.

1894- 10 Ago, combate do ‘’Carovi’’, o Batalhão compondo a Divisão do Norte, comandada pelo General Pinheiro Machado enfrentou Gumercindo Saraiva reforçado pela brigada missionária de Dinarte Dorneles. Grande foi o conflito e penosa as baixas, mas no dia, sem qualquer explicação o inimigo se pôs em fuga rumo a fronteira da Argentina. Após soube-se que a fuga deu-se em razão de seu comandante, Gumercindo Saraiva, haver sofrido ferimento vindo logo após a falecer.

1894- 06 Set, combate do ‘’Limoeiro’’, o 3º Batalhão incorporado a Brigada, combateu com a força revolucionária ao comando de Inácio Cortes, onde tombou varado por uma bala o bravo comandante do 1º Regimento, Ten Cel Fabrício Batista de Oliveira Pillar. No Batalhão não houve baixas e feriu gravemente o chefe Inácio Cortes, fazendo com que o inimigo bate-se em retirada, no que foi perseguido pelo batalhão por mais de uma légua.

1894- 07 Dez, combate da ‘’Serra do Caverá’’, o batalhão entrou em ação contra a força de Marcelino Penna. O Capitão Horácio Ferreira Martins e o Tenente Pedro Rodrigues Cordeiro tiveram importante atuação, pois tirotearam e perseguiram o inimigo que se pôs em fuga.

1924- Revolução ‘’Paulista’’, o 3º Batalhão participou como integrante do 2º Batalhão de Caçadores, do qual era comandante o Ten Cel Travassos. Combateu as guarnições militares de São Paulo, composta por forças Federais, Estaduais e parte da população revoltada contra o governo Central. Um dos principais combates foi o de ‘’ Santo Anastácio’’, ocorrido em 04 Set de 1924.

1930- 03 Out, Movimento Revolucionário rompido nesta data, teve curta duração (21 dias). O Ten Cel João de Deus Canabarro Cunha comandou o 3º Batalhão, que atacou o 7º Batalhão de Caçadores, localizado na Praça do Portão. Houve algumas baixas de ambos os lados e o 7º BC acabou por se render.

Locais

Conteúdos relacionados

Brigada Militar